Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Segredo revelado

Segredo revelado

29.12.09

stripers- as meninas das te(s)tas de ferro


segredo_revelado

 

Este post e o visionamento deste vídeo que agora se segue , está interdito a menores de 65 anos, que não se façam acompanhar dos seus pais ou de um tutor legal.

Alertam-se as pessoas mais sensíveis a conteúdos explícitos de nudeza, que podem ser considerados chocantes, que devem fechar imediatamente esta página, pois o autor deste post não se responsabiliza pelos danos morais ou físicos  que daqui possam advir.

Ora vejam lá esta beleza a despir-se só para nós....

 

 

www.koreus.com/video/blonde-strip-tease.html

 

(Eu, depois de perceber que não havia strip)

Também se sentiram defraudados , ou será que fui só eu a sentir-me assim?

Ao ver este vídeo que me enviaram no msn, não consegui deixar de me recordar do Diácono Remédios, personagem interpretada pelo Herman José.

O diácono, à imitação deste sujeito chato para caraças (é o chamado melga , ou estraga ... vocês sabem!!),  era um acérrimo defensor das boas morais e dos bons costumes, o que , no caso dele, não invalidava que gostasse de ter por perto umas moçoilas com uma figuraça de top model, quase sempre a fazerem topless. Aquilo sim , era estar perto de Deus.

Apesar do diácono ser uma personagem ficcionada, não deixa, no entanto, de representar muito bem uma certa classe de pessoas, dentro e fora da Igreja, que defendem uns valores e atitudes puritanas, pudicas e moralistas, mas que, chegada a hora de as colocar em prática, fazem-se de esquecidos do que apregoam aos outros.

Tão ou mais importante do que ser, é parecer ser. Esta máxima dos tempos modernos, mas já praticada há muitos anos , é rainha e senhora da vida de muito boa gente, gente que leva vidas duplas, criando tabus, escondendo fetiches,...

Hoje, em comparação com os mega textos que costumo escrever aqui, é só um mini post. Fica aqui o compromisso, a pedido de muitas famílias, de daqui por uns dias, talvez depois do Ano Novo, fazer um post sobre tabus, fetiches e afins e da felicidade ou infelicidade que a sua realização pode trazer às vidas de cada um.

Voltando ao vídeo do strip... 

É para evitar incorrer neste tipo de situações altamente arreliantes, que não instalo o controlo parental....

Aaahh. E nem aceito que me façam strips online...

(pelo menos até alguém se voluntariar)

 

 

 

 

segredo revelado: Tenho uma mente muito mais perversa do que me convenço a mim mesmo . Quando recebi este vídeo, com um mail com um titulo muito sugestivo, pensei :- '' Uh la la!! Vamos ter festa!''.

Ainda bem que não era um vídeo de strip, não fosse a minha educação religiosa, católica, apostólica e romana, ser abalada com o vislumbre de alguma tentação demoníaca a despir--se  de roupas, ao mesmo tempo que eu me despia de preconceitos e de pudores.

A todos vós que pensaram que eu ia mesmo aqui meter um vídeo de um strip, espero vê-los no próximo Domingo a confessarem-se, seus tarados!!

 

PS: Agradeço a gentil e preciosa colaboração de alguém que me deve uma coca e um travesseiro ,na criação de um titulo adequado a este post.

Se vermos bem as coisas, as stripers devem mesmo ter umas testas de ferro, para aguentarem as cabeçadas que dão no varão.

Quanto a terem te(s)tas de ferro, também deve ser verdade. Não devem haver mamilos naturais capazes de ficarem  tão erectos, por tanto tempo, por isso devem ser de ferro.

27.12.09

Ho..Ho...Hoje há música


segredo_revelado

 

 

Numa época em que se celebra o aniversário do nascimento de Jesus da Nazaré, para desenjoar de ouvir Wham a cantar ''Last Christmas'', Mariah Carey a cantar ''All i want for Christmas is you'' , o Coro de Santo Amaro de Oeiras a cantar ''Noite feliz'' e para matar saudades de Nazareth, aqui têm...

Natal é a altura ideal para sonhar, por isso... ''Dream on'' , mantendo sempre os pés bem assentes na terra. Sonhar é bom, seja acordado ou a dormir, pois os sonhos são uma óptima terapia para nos ajudar a lidar com medos, desejos, alegrias, tristezas,...

'' Moonlight eyes'', se puxarmos um pouco pela imaginação , pode simbolizar o brilho dos olhos de qualquer criança que , em plena noite de Natal, à luz do luar, espera a chegada do velhote gorducho, com um saco cheio de presentes.

 

  

 

 

Continuando a aludir a esta fase Natalícia, é sabido que , devido à deslocação massiva da população para passar o Natal junto com a família, ocorrem muitos acidentes de viação, que, não tão raras vezes como seria desejável, acabam com alguém gravemente ferido ou morto.

Como hoje em dia, passados 2009 anos desde o nascimento desse menino a quem chamaram Jesus,  o Messias, o Salvador, e apesar de toda a segurança nos automóveis e na evolução da medicina, é mais raro vermos acontecerem milagres do género '' Levanta-te e caminha, pois a tua fé te salvou'' , convém fazer viagens seguras.

Morrisey , esse ''ganda'' maluco, foi um dos fundadores dos The Smiths e ''Girlfriend in a coma'' foi um dos seus sucessos.

Toca a bater o pezinho e a abanar a cabeça.

 

 

 

segredo revelado: Belo enquadramento das músicas nesta época , não acham?

Ficou tão natural , que quase nem se nota que ficou uma coisa sem pés nem cabeça.

Opa... Espero que a música faça esquecer o texto, pois a intenção principal era mesmo deixar por aqui umas musiquinhas.

 

 

24.12.09

ho ho ho - Feliz Natal


segredo_revelado

Ho Ho Ho!!

É quase Natal, embora eu já nem saiba bem definir o que simboliza o Natal.

O Natal , sendo de todos e para todos nós, assume uma maior importância para as crianças, mas são poucos os que  lhe ficam indiferentes.

Ainda me lembro dos meus Natais de criança, quando o Natal, para mim, era pouco mais do que receber umas prendas com as quais eu delirava. Ao longo de alguns Natais fui acumulando um conjunto de várias prendas, tais como : carros telecomandados, livros, roupa, a minha 1ª bicicleta , jogos,..., achando sempre que a essência do Natal estava no dar e receber prendas. Ideias de criança!

Viver num mundo que faz um apelo ao consumismo e que enaltece os bens materiais, faz com que, até as crianças, tidas como mais puras, se tornem umas mini-consumistas .

Hoje em dia, talvez mais ainda que nos meus tempos de criança, chegado o Natal, importa é ter muitos e bons presentes. As crianças, e muitos adultos também, quantificam e qualificam a beleza do Natal, em função da quantidade e valor das prendas que dão e que recebem.

Criou-se um estranho hábito de ter de oferecer algo até mesmo a quem nem nos diz nada e

é pouco mais do que um estranho. Parece quase que é mais importante parecer do que ser. Oferecem-se coisas porque sim, porque parece mal não oferecer uma lembrançazinha.

O Natal, mais que nunca, é um fenómeno de marketing , perdendo a cada ano que passa a sua verdadeira 'magia'' e importância.

Supostamente, no Natal celebra-se o nascimento de Jesus, não se celebram as promoções de Natal do centro comercial A, B ou C. Se Jesus é amor, união, igualdade.. então, ao celebrarmos o seu nascimento , deveria ser isso que celebramos.

Se calhar é o meu lado forreta a falar e a exercer uma estranha influência sobre mim, mas nos últimos Natais tenho vindo a comprar cada vez menos prendas e para menos pessoas. Ao contrário dos meus tempos de criança, tenho vindo a assimilar que o verdadeiro Natal é muito mais do que prendas. O meu Natal, mais que nunca, é o estar na presença da família, estando todos nós, tanto quanto é possível, bem de saúde, alegres e encarando o Natal e a vida com um sorriso nos lábios.

Não vou negar que também gosto de receber algum presente, mas sei que muito mais nós.importante do que receber um presente  , é receber a presença da pessoa que mo daria.

Neste Natal, o 2º Natal que vamos festejar sem ter connosco a minha mãe, trocaria todas as prendas materiais que recebi em toda a minha vida, pela presença dela junto a nós.

Dizem que Natal é quando o Homem quiser. Diz-se tanta coisa que não se pratica, que dizer que o Natal é quando o Homem quiser, significa pouco mais do que dizer que o Natal tem tantas prendas quanto o dinheiro permite.

Infelizmente, há prendas que nem todo o dinheiro do Mundo nos permite ter, apesar de serem grátis.

Para mim e para todos os meus familiares e amigos peço muita saúde, muita alegria, muito amor, muitos sorrisos, muitas vitórias na vida,...

A todos eles e a todos vós que nem sei quem são, mas que por aqui passam para ler as minhas palavras, desejo um feliz Natal.

 

 

 

20.12.09

o som do silêncio


segredo_revelado

 

Em silêncio ouço-me melhor...

A voz torna-se mais audível, mesmo sem sem se ouvir

A paisagem ganha novos horizontes..nova cor

Abre-se o espaço ao pensar e ao sentir.

 

Em silêncio reencontro ideias esquecidas

Memórias são recuperadas do fundo do baú do tesouro

Há palavras que voltam a ser ouvidas...

Em silêncio ganho momentos d'ouro.

 

Em silêncio não há compromissos assumidos,

Nem são ditas palavras que possam ser lançadas aos 7 ventos.

O silêncio também me ecoa nos ouvidos

Dando voz aos meus pensamentos.

 

 

Agora...

Porque o silêncio é precioso...

''Calo-me''!

 

 

 

 

 

segredo revelado: Tão ou mais importante do que saber qual é o momento certo para dizer ,da maneira mais acertada, as palavras certas, é saber qual é o momento em que mais vale não dizer nada e ficar em silêncio.

Saber estar calado e usar os silêncios de modo a que eles também falem e transmitam mensagens, é uma virtude.

Ando a ficar com a LIGEIIIIIIIIIIIRA impressão de que sou pouco virtuoso nesse aspecto de saber ficar calado, acabando por falar muito e, muitas das vezes, não conseguir fazer passar a mensagem .

Alguém me empresta fita adesiva?

 

 

 

14.12.09

alpinista social


segredo_revelado

O post de hoje adequa-se ao tempo gelado que se faz sentir. Se cá nevasse, fazia-se cá ski (ou sku) e podia-se praticar um outro desporto de Inverno, o alpinismo.

Depois de ler uma crónica social num jornal, tomei uma decisão :

Eu quero ser um alpinista social!

Perguntam vocês : -''Que raio é um alpinista social?'' ... Ora, um alpinista social, é uma pessoa que ambiciona chegar a um estrato social elevado e conviver com pessoas de um nível ''superior'' ao seu.

Basta que se vejam uns minutos de algum programa sobre o nosso jet7 (Portugal tem jet7? ) , ou que se folheiem as páginas de uma qualquer revista cor-de-rosa, para descobrirmos uns quantos alpinistas sociais.

Requisitos necessários a ser um bom alpinista social? Coisas simples e ao alcance de qualquer pessoa menos bem formada , mas que tenha uma vontade desmedida de ter alguma projecção social, financeira e mediática. Não são precisos cursos, nem qualquer tipo de equipamento e nem sequer há que ter grandes atributos.

Hmmm...Pensando bem, uns bons atributos, ainda que não sejam muito grandes, fazem sempre algum jeito, especialmente se se quiser usar um decote mais ousado , ou, no caso masculino, uma roupa que realce melhor as dezenas de horas passadas num ginásio.

 

Para se ser um alpinista social que não dê ares de ser um maltrapilho, convém , para começar, comprar umas boas roupas de marca, daquelas roupas de marca em que apenas a etiqueta já custa um balúrdio. Não precisam de ir a nenhuma capital da moda europeia, basta que se desloquem à feira mais próxima, onde vão comprar umas óptimas imitações, que de tão boas que são , ninguém diz que é roupa contrafeita.

Passada esta primeira fase, há que tratar de arranjar uma loja ou estilista que patrocine o nosso vestuário, em troca de publicidade à marca. Fácil, não é?!

Passo seguinte... Entrar num realitty show ou em qualquer outro programa de TV que nos faça ser conhecidos, ou, como alternativa, ''grudar-se'' a uma personagem que já tenha alguma fama . Vejam o caso do nosso querido Zé Castelo Branco e tentem retirar alguns ensinamentos da sua carreira como alpinista social, de preferência evitando copiar-lhe os trejeitos efeminados e o uso abusivo de lycras e fios dentais.

Alguém que queira ser bem integrado no jet7 tem que ter uma certa classe, por isso, sempre que quiser arrotar, coçar os tintins, soltar gases, palitar os dentes com as unhas,... , já sabe.... faça-o como máximo de elegância e finesse.

 

Um dos possíveis inconvenientes de se tornar uma figura mediática é o facto de que, caso não seja já um hábito do dia-a-dia, tem que se tomar banho e vestir roupa interior lavada. Nunca se sabe quando algum paparazzi mais atrevido vai tirar uma foto comprometedora, que nos deixe ficar mal vistos,por isso mais vale não facilitar. Caso haja falta de roupa interior em quantidade suficiente para ser mudada todos os dias, pode-se sempre optar por fazer como , por exemplo, a Britney Spears e a Paris Hilton, que fazem as delicias dos paparazzi, não usando roupa interior. Se esta opção vos parecer a melhor, convém lembrar que a depilação é essencial!

Não importa que falem mal de mim, importa é que falem! Este principio de que não existe má publicidade ,quando bem usado pode ser uma excelente forma de auto promoção . Subam-se as bainhas das mini-saias( até que se assemelhem a cintos); desçam-se os decotes (até se ver o umbigo); desçam-se as calças ( cuidado!! Se a Sra for casada, puxem-nas para cima antes de fugir ao marido dela); desnudem-se os corpinhos bem feitos , nas revistas masculinas e femininas;metam-se debaixo do carro de um famoso, ou se vos parecer mais fácil e menos doloroso, debaixo (ou por cima) do próprio famoso;

Opá, puxem pela imaginação!!

 

Um alpinista social que se preze , tem que ter uma boa coordenação psico-motora, para que ,enquanto diz umas frases vazias de qualquer interesse, mantenha um ar fotogénico e continue a comer um salgadinho ou canapé, ao mesmo tempo que dança numa das discotecas da moda.  Oh vida difícil !!

Aquele que tenha a sorte de conhecer um cronista social, como o Cláudio Ramos ou o Carlos Castro, e de lhes cair nas graças, tem mais de metade do caminho aberto para ser mais um ilustre membro do nosso jet7 nacional.

Já me esquecia! O nome!! Para se ser um alpinista social com pretensões de vir a ser famoso, não se pode ter um nome  simplório como António,Maria, José ou Manuela. Há que arranjar um nome mais chique, inventar um titulo de nobreza, ou ter um petit nom. Algumas sugestões: Mitu, Fatuxa, Dedé, Constança, Pi, Popota, Barbixa, Zé Printemps, Visconde da Amareleja, etc...

Até já sei qual vai ser  o meu nome ....

Quando lerem ou ouvirem falar no nome Tony Escargot, já sabem, c'est moi!!

Ainda estou indeciso se me auto-intitule ou não, Marquês ou Conde da Cova da Moura, para dar uma maior ''cagança'' e ares de superioridade.

Ai como eu quero ser um alpinista social!!

 

    

 

 

 

 

 

segredo revelado: O que não falta é quem não se importe de espetar facas nas costas alheias e na sua própria dignidade, para à custa disso se promover e ganhar algum tipo de beneficio.

A busca da fama, fortuna ou de outro valor que se queira muito atingir, faz com que se deixem para trás muitos dos bons valores que existem, tal como o respeito, amizade e confiança.

No dia em que a fama, dinheiro ou sorte nos abandone, junto com eles vão os falsos amigos, de facas em punho , prontos para apunhalar qualquer um outro amigo de ocasião

, que sirva as suas necessidades momentâneas.

Os chamados alpinistas sociais, são esse tipo de amigos , amigos que não interessam a ninguém .

Eu não quero ser um alpinista social!!  Além de ter vertigens, o que me dificulta praticar alpinismo, foram-me transmitidos valores morais que fariam de mim um péssimo alpinista social.

''Quanto mais alto se sobe,maior é a queda .'' Certo?

 

09.12.09

ai que me dói


segredo_revelado

Tenho vindo a reparar num pormenor engraçado que faz parte dos hábitos de muitas pessoas que conheço , assim como dos portugueses em geral.

À falta de assunto melhor, ou até mesmo quando a conversa não tem nada a ver com o caso, gostam de falar das suas doenças. Pior ainda! Falam das suas doenças e fazem-no com uma estranha sensação de orgulho.

As doenças, outrora guardadas em segredo, tornaram-se um assunto que, por tudo e por nada, vem à baila e do qual se dá conhecimento público.

A família, os amigos, o médico de família e todos aqueles santos a quem se confessavam os males físicos e a quem se pedia ajuda para os ultrapassar, deixaram de ser os únicos a ter conhecimento do nosso estado clínico. Estamos doentes, não importa qual seja a gravidade da doença, então ''bora'' lá partilhar essa informação com os colegas do colega do conhecido, com desconhecidos acabados de conhecer nos transportes públicos, com os empregados do café onde se vai beber uma Frizzzee e comer um queque e, porque não também, com as testemunhas de Jeová, vendedores de enciclopédias e com os vendedores de colchões ortopédicos, que insistem em nos vir bater à porta.

Acho que exagerei um bocado! Há doenças sobre as quais não se fala tão abertamente, seja com quem for, mesmo que a doença não seja nossa. Por exemplo, se o chefe não pode ir a um almoço ou a uma reunião de negócios, não fica muito bem alguém dizer que o motivo pelo qual ele não foi, é ter tido uma crise hemorroidal, estar com uma valente diarreia ou estar há mais de 3 horas a libertar mais gases que uma família inteira em  semanas. Se fosse o vosso chefe, diriam a verdade nua e crua? Se o chefe fosse um verdadeiro sacana, até acredito que diriam a verdade, mas o mais provável e que optassem por um esclarecimento mais soft, do género : '' O chefe não pode ir à reunião, pois está ligeiramente indisposto''.

Conhecem aquele tipo de pessoa que se nós nos queixamos com dor de cabeça, a pessoa, quase como se absorvesse a nossa dor, também se passa a queixar do mesmo? E se for uma dor de dentes, igual. E se for uma dor na pilinha, a pessoa também se queixa, o que pode ser muito bizarro e anatomicamente incorrecto, se a pessoa em questão for uma mulher. ( O seu, a seu dono. Quero agradecer a colaboração da X.., na ideia de escrever este pequeno parágrafo,acrescentado à ultima da hora, por ter partilhado a história de uma tia dela. A prometida caixa de bombons , como pagamento pela ideia pode ser recolhida no fim da página.Quero também agradecer à minha familia, à prof. primária , ao teclado, aos blogs da sapo e ao kanguru, pois em a ajuda deles não teria sido possível escrever este post.).

Doença é doença, independentemente do nome, da gravidade e da frequência e probabilidade que qualquer um tenha de vir a ter determinada doença. Apesar de ''todas diferentes, todas iguais'', há umas que são mais bem vistas do que outras.

As doenças do foro cardíaco, doenças tropicais(próprias de quem viaja muito), doenças com nomes quase impronunciáveis e as doenças da moda, ocupam lugar de destaque na lista de doenças sobre as quais é chique falar e admitir que se tem.

Aqueles que, apesar do azar que é estar doente, têm a sorte de ter uma doença de gente fina, não perdem uma ocasião para falar dela.

-'' Ó vizinha, então não sabe, agora foi-me diagnosticada a doença de creutzfeldt-jakob  . Eu quase nem sei dizer o nome, vizinha.'' (Se calhar, mal ela sabe que aquele é o nome da doença das vacas loucas, ao contrário da vizinha, que sempre soube que ela era uma ''ganda'' vaca louca)...

-'' Fui a Cabo Verde e apanhei dengue e malária. Uma maçada!! Fiquei com as férias estragadas.''...

- '' Tenho a mesma doença daquela senhora da televisão, a Maria Elisa. Ela fala muito da nossa doença, da fibro... fibro.. Ai como é o nome!...Fibro..cimento!! Não... Fibroarritmia!! Não, não é esse. É fibromialgia.Tenho fibromialgia!''....

-''Aaah ... eu tenho um problema no coração. Já fiz 4 bypass!!'', diz alguém, com um ar de herói de guerra.

Como nem nestas coisas das doenças ninguém gosta de ficar em segundo lugar,, há logo alguém que contrapõe : -''4 bypass?!! Isso não é nada! Já fiz 5, e num deles quase que ''batia a bota''!!''

 ''Bater a bota'', ter estado quase a ir desta para melhor, quase ter ido para os anjinhos, morte quase iminente e outras expressões mais, são o topo de gama de qualquer doente que, por muito em estado critico que tenha estado, sobreviveu a essa fase em que esteve perto de se encontrar com o Criador.

Qualquer um fica impressionado ao saber de uma experiência de quase morte, e há quem aproveite isso a seu favor, mostrando que venceu a doença e a própria morte ,graças à sua valentia e bravura. Esse tipo de pessoas só não conta a alguém todas as suas cirurgias , todas as suas doenças e todos s seus factores de risco, se esse alguém for da seguradora onde quer fazer um seguro de saúde, pois isso encarece o valor a pagar pela apólice, ou pode mesmo impossibilitar o constituir do seguro.

Chega de falar de doenças, que já  me sinto a ficar hipocondríaco.

Antes de dar por concluído este post, e para que não julguem que não me importo convosco...

Como vai a saúdinha, hein??

 

 

 

 

segredo revelado: Conheço uma pessoa,amigo da família, um sr já de alguma idade e com um belo historial de intervenções cirúrgicas, que de cada vez que nos juntamos a ver futebol, faz questão de nos contar as suas doenças e cirurgias.

De tantas vezes que já ouvi contar a mesma coisa, quase que me sinto tão bem informado acerca do historial clínico dele, como o próprio médico de família.

Há cerca de 3 meses, ele foi submetido a uma cirurgia à vesícula e teve que ficar internado uns dias. Quando regressou a casa, fui lá fazer ma visitinha e desejar continuação de rápidas melhoras. Importa referir que não consegui sair de lá sem , depois de muita insistência dele, num momento que merecia ser fotografado, ver a mais recente cicatriz dele.

Como é de prever, lá tive que ouvir, talvez pela milésima vez, as peripécias hospitalares , cirurgias e doenças que ele já teve.

Façam favor de não achar que isto é ficção literária,criada uma tentativa de ter graça, pois é bem real.

Quase que fico doente!!

 

 

PS: X..., lamento informar que a caixa de bombons desapareceu, pois neste entretanto tive que repôr os níveis de açúcar no sangue.

05.12.09

a quimica do Amor


segredo_revelado

Os homens procuram encontrar uma mulher com características físicas e psicológicas capazes de o cativar.

Não há uma fórmula química que dite as leis da atracção, embora quando há atracção, haja ''química'' entre as pessoas.

Ora.. Se não há nenhuma fórmula que permita escolher com um grande nível de certeza qual a mulher certa para determinado homem, então em que factores se baseia a escolha? Quais são os requisitos mínimos que ela deve ter?

Cada pessoa é um ser único e diferente de qualquer outro, com gostos, desejos, qualidades e defeitos diferentes. Então como, e porquê, se escolhe entre A e B?

Há quem defenda que os opostos se atraem, acabando por se complementar , mas também há quem diga o oposto, que a atracção nasce da constatação da existência de pontos em comum.

Como tantas outras coisas na vida, cada caso é um caso, diferente e único de qualquer um outro.

Se há casais em que a diferenças entre ambos os membros são um ponto a favor de que haja uma boa química, com outros casais acontece o contrário e as diferenças, que à partida são consideradas atraentes, tornam-se uma fonte de conflitos e de desaparecimento daquela química inicial.

A existência de muitos gostos em comum nem sempre funciona como um catalisador amoroso, e nalguns casos tem o efeito inverso. Logicamente que é bom que existam objectivos, gostos, características parecidas, mas se os 2 membros do casal forem tão parecidos que nem conseguem surpreender e estimular o parceiro, lá se vai a química render à monotonia, acabando por deteriorar a vida do casal.

Tanta ''conversa'' e não cheguei ainda à conclusão dos nutrientes necessários a fazer uma boa química amorosa.

Não adianta negar que a parte física tem o seu quê de importante no criar de química, pois, antes de conhecer o que quer que seja do ''interior'' de alguém, a primeira coisa que nos é dada a ver é a parte exterior.

Loiras, morenos, altos, baixas, lábios finos ou grossos, olhos grandes e escuros, olhos claros e pequenos, gordo, magra, ... são algumas das características que nos ajudam a decidir se, de acordo com os nossos padrões de beleza, alguém é feio, bonito ou assim assim.

 

Ainda que a parte física seja importante, ainda bem que o amor não depende só dela, pois há pessoas que correspondem aos nossos ideais de beleza , mas que interiormente são feias e nãos nos conseguem atrair.

São pequenos pormenores que fazem com que a química do Amor aconteça. Ao contrário das muitas fórmulas químicas, físicas e matemáticas, a fórmula que faz com que se crie Amor, é muito inconstante e varia muito de pessoa para pessoa.

Por muito que se estude a química do Amor, nunca se chegará a uma fórmula do género E=mc2.

A química do Amor é tão complexa que é impossível de ser representada por uma fórmula.

 

 

 

 

 

segredo revelado:  Não basta que se juntem 2 elementos de sexos diferentes (ou do mesmo sexo, caso sejam essas as suas tendências) para que, tal e qual como 1+1= 2, haja amor.

Nestas coisas do amor, tudo conta, desde o fisíco ao psicológico. Tem que haver empatia, atracção fisíca, pontos em comum, pontos divergentes, paciência, compreensão,...

Tem que haver ciúme,tem de haver coração a bater acelerado, tem que haver medo de perder, tem que haver vontade de estar com, tem que haver um nervoso miudinho , tem de haver sensação de bem estar, tem ...

Tem de haver quimica!!

Para que haja essa quimica, muitas vezes aparecida sem que se espere, cada ''cientista'' é que sabe quais os compostos essenciais a que seja uma quimica duradoira,assente em boas bases, em vez de um acaso laboratorial que, mais tarde ou mais cedo, irá rebentar na cara(ou na testa) de alguém.

Ciência viva no seu melhor, a quimica do amor!

 

 

 

01.12.09

restauração da independência


segredo_revelado

1 de Dezembro, inicio de mês, dia chuvoso, dia de descanso, feriado nacional...

Afinal porque é que hoje é feriado nacional? Que importa saber o motivo do feriado, desde que não se tenha que ir trabalhar, é aquilo que pensam muitos portugueses.

Há muita gente que nem sabe o nome do feriado, por isso nem é de esperar que saibam a que se refere a restauração da independência que hoje se celebra.

Restauração? Mas isso não tem a ver com restaurantes, snack-bar e cafés? Não, neste caso não tem nada a ver !!

Até nestes pequenos pormenores de tentar decifrar o motivo de um feriado nacional, há tugas que só pensam em comer e beber!! Irra!

Também não é o Corpo de Deus, nem o dia internacional do vamos fazer ponte...

Tornámo-nos independentes do domínio dos nuestros hermanos espanhóis, mas, séculos volvidos, acabámos dependentes das marcas internacionais que nos invadiram, como por exemplo o McDonald's .

Uma das coisas mais curiosas é que, depois de tanta luta para sermos uma nação independente  e soberana da Espanha filipista, hoje em dia, não raras vezes, ouvimos alguns portugueses a desejarem que Portugal seja anexado à Espanha e se torne numa província espanhola.

Voltarmos a ser liderados por espanhóis? Passaram-se ou quê?!! Se um português é considerado um dos reis de Madrid, então vamos mas é nós dominar a Espanha, antes que nos dominem eles. Para os mais desejosos de ouvirem as leis nacionais lidas em espanhol, aconselho um curso de língua espanhola, da CEAC. Burro velho não aprende línguas? Então vá a Badajoz comprar caramelos e sinta-se como se estivesse em casa!

1 de Dezembro, feriado da restauração da independência. Alguém se importa com este tipo de feriados?? Alguém sabe o porquê de ser feriado? A malta quer é sopas e descanso! Viva o 1º de Dezembro, pois é feriado!

 

 

 

 

segredo revelado: Os entendidos no sector hoteleiro e da restauração dizem que vivem tempos de crise.Ao que parece, não há restauração que não esteja em crise, inclusivé a restauração da independência nacional.

Valha-nos o Prof.. José Hermano Saraiva e outros  como ele, que ainda se lembram e nos fazem lembrar dos momentos da nossa história nacional , em que fomos subjugados por Espanhóis ou por mouros.